“É preciso regar as flores dos jardins dos fundos”

Esses dias eu levei um fora. Sim, um fora.

Achei que ele estava tão interessado quanto eu, tão atraído quanto eu…

Achei que tinha sido tão bom pra ele quanto foi pra mim…mas não; ele simplesmente me disse que estava apaixonado por outra mulher…

E tudo bem.

Sim, tudo bem; perguntei pra ele se haveria problemas em continuarmos sendo bons amigos, afinal o que me motivou a querer algo mais com ele, foi o que enxerguei enquanto dividíamos longas horas de conversas e risos. E ele concordou, e temos sido amigos desde então… E ele e a namorada dele são tão lindos juntos que eu não poderia formar com ele um casal mais bonito e eu concordei imediatamente sobre o porquê de ela ter sido a escolhida e não eu.

E todos, eu, a amiga, e eles, um casal; seguimos sendo felizes para sempre.

E esses dias eu dei um fora.

Sim, eu dei um fora.

Pensei, pensei… Vi que apesar das longas conversas diárias nos últimos meses, funcionávamos melhor como amigos, e amigos seríamos. Contei a ele da forma mais delicada e respeitosa que consegui, mesmo sabendo que o lance dele comigo era só sexo, e mesmo assim ele sumiu.

E ele sumiu.

Sumiu e nunca mais voltou.

E eu me ofendi, claro!

Imagine só você dividindo sua vida, seus medos, suas angústias… Todas as camadas existentes em você estão ali, e a pessoa apenas recebendo por um ouvido e descartando pelo outro; a pessoa fingindo estar presente, fingindo que você pode contar com ela, mas só esperando o momento certo para dar o bote e.. TE COMER!!!

Não que apenas sexo seja errado ou ruim, vejam bem, mas existe no mínimo uma divergência de interesses.

Enquanto o outro só tem interesse em  transar, gozar, e cair fora depois de algumas vezes, a gente tá lá, toda dedicada achando que trata-se de amizade genuína, com lealdade igualmente genuína; a gente tá lá achando que a pessoa nos conhece e nos adora justamente porque mostramos todos os nossos defeitos e qualidades e a pessoa nos aceitou assim, e é tudo uma mentira; é tudo uma encenação pra rolar um sexo sem compromisso e já era.

Imaginem como é ter bem- querer por uma pessoa( o que não tem nada a ver com qualquer questão amorosa ou sexual), e saber que a pessoa só nos trata bem porque tem o interesse único e exclusivo de transar conosco?

Não deixa de ser uma relação por interesse.

images

E ainda nos dias de hoje, muitos e muitos homens se queixam da Friendzone, como se o mais baixo escalão da relação homem\mulher fosse a amizade; mas não percebem que estar na posição de ser aquele alguém com quem dividimos nossas tristezas e alegrias, depositamos nossa confiança, é muito mais valoroso do que ser o cara com quem supriremos a carência e mataremos a vontade do sexo e já era.

Os homens geralmente, e por uma questão cultural têm mais facilidade para encarar o sexo e as mulheres com quem eles transam como se fossem coisas totalmente sem importância e passageiras, mas quando são negados no âmbito sexual, sentem-se muito mais ofendidos do que deveriam, simplesmente porque a mulher que desejam, não nutre o mesmo interesse  por eles.

Quando essas mesmas mulheres que preterem o homem sexualmente, deixam claro que só dedicam a ele o amor fraternal e amizade, muitos homens sentem emasculados e ofendidos, como se a amizade de uma mulher fosse algo inferior e digno de desprezo e vergonha, ao mesmo passo que vivem bradando que a amizade com outros homens é extremamente valiosa e está acima de qualquer outra relação.

” Bros before hoes”, primeiro amigos depois as vadias… Mas a amizades só funcionam se forem com o sexo masculino. Para muitos homens, mesmo em tempos de igualdade de gêneros como hoje, mulheres são uma “raça inferior”, e não é dada a nós qualquer chance de sermos amadas, respeitadas e admiradas pelo que somos. E olhem que não é por falta de tentativas; parece até que não merecemos ser meras amigas ,porque pra sermos amigas, precisaríamos ser humanizadas, e isso é inconcebível mesmo entre aqueles que se intitulam os desconstruidões.

Ouvi certa vez um amigo que não compartilha dessa visão machista de que não existe amizade entre homens e mulheres, que “é preciso regar as flores dos jardins dos fundos”.

Se amizades florescem quando são regadas, todas as flores devem ser regadas, as do jardim, as da janela e as dos fundos do quintal.

Entre outras palavras, todas as pessoas; todas as mulheres devem ser tratadas com o mesmo nível de lealdade, amizade e gentileza.

Quem garante qual vai desabrochar primeiro?

Se você se sente interessado por alguma pessoa, e tem um fascínio por todo o universo dela, porque não manter o vínculo de amizade?

Porque o fato dessa pessoa não querer transar , coloca em xeque todas as outras qualidades dela que poderiam ser usufruídas por você, e que passam a ser ignoradas simplesmente porque não há reciprocidade de desejo sexual?

Por mais que não se deva esperar nada além disso, nada impede que mantendo um vinculo e uma relação tão próximos, mas cedo ou mais tarde, o outro perceba que está lidando com uma pessoa legal, cheia de predicados, com quem ela tem uma série de compatibilidades, e a situação evolua para um romance ou algo um pouco mais íntimo e que vá além da amizade “em preto e branco”…

E nada impede também, que  percebendo que não há mesmo chance, ou até mesmo  que não rola química e que as segundas intenções foram um engano, as partes apenas desencanem do romance e curtam, a amizade do jeito que ela é. Assim, sem interesses, sem malícia ou tensão sexual?

Vejam bem, não estou dizendo que os apaixonados devam torturar a si mesmos se mantendo próximos das pessoas que gostam na expectativa de que serão notados um dia; mas faço uma crítica às pessoas que se passam por amigos APENAS para obter sexo.

Ninguém, absolutamente ninguém perde em uma relação de amizade onde lealdade, respeito e companheirismo estão presentes. Por que então, reduzir as pessoas a meros pedaços de carnes que devem ser descartados caso não matem a fome do corpo?

Passar meses feito um cordeirinho, sendo sempre prestativo e atencioso, dando a entender que toda a gentileza provém de um estado natural, e mudar de postura porque levou um fora, além de atitude traiçoeira, mostra que trata-se de uma pessoa  que molda as próprias atitudes conforme os interesses e faz aquilo somente enquanto precisa conquistar, além de deixar claro  que toda a amizade não é genuína, porque não é voltada a todas as pessoas e desaparece à medida em que se percebe que os objetivos não serão cumpridos.

Nota-se o caráter de alguém diante do comportamento amistoso e bom com todas as pessoas, e não somente para aquelas que possuem algo para oferecer; ainda que esse algo seja sexo ou amor romântico;

Cada um dá aquilo que tem, no fim das contas…

E se a bondade, a gentileza, a atenção e a amizade só aparecem para aqueles que correspondem nossos anseios, dá pra dizer que essas virtudes realmente são partes do que somos?

É preciso regar as flores dos quintais dos fundos… Mais do que isso, é preciso tratar todas como flores, e regar todas as flores . E se no meio disso tudo, as flores da frente não florescerem, ao menos as flores dos quintais dos fundos estarão lá, sempre prontas a nos surpreenderem com o mais delicioso perfume, sempre prontas para serem colhidas;

Sobre flores e seres humanos, entre nascer, desabrochar e morrer, somos muito , muito mais.

 

Anúncios

4 comentários

  1. Bacana esse texto me identifiquei bastante ..foda é que as vezes a gente gosta do cara compartilha com ele varias coisas e ele também compartilha de varias afinidades ..mas em algum momento se percebe que era meio tudo encenação para conseguir algo pode até ser que no meio do caminho ele perceba que é melhor usufruir de uma amizade maneira mas não sei por que raios a maioria ainda insiste em ser babaca e acaba estragando algo bom que poderia ser melhor ..em algo que nos faz tomar antipatia da cara do sujeito ..nunca vou entender essas coisas ..de qualquer forma valeu pelo texto.

    • Verdade… Às vezes é difícil conciliar amizade e algum tipo de amor romântico, né? Mas se rola sentimento no meio, acho que é melhor se distanciar um pouco, até separar a situação. Mas aí é bom avisar o motivo do distanciamento rs

  2. Oi Estela. Tudo bem? Me apareceu como lembrança do face um texto seu que compartilhei em 2013. Não pretendia mais te incomodar. Peço desculpas se o fiz naquela época. Gostei muito do texto. Me deixou bem pensativo. Grande abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s