“Até que a morte os separe” (Tragédia anunciada)

Ele deixou suas amigas assustadas quando vocês ainda namoravam e Ele apareceu bêbado e quase bateu em você grávida. Você não queria passar vergonha diante delas e tratou de mostrar pra Ele “quem é que manda”

Mal sabiam elas que Ele só voltou a falar com você depois que você pediu desculpas, mesmo sabendo que o erro era totalmente dele.

Houve um tempo que você tinha total certeza que ele era pouco pra você, mas justamente por não estar exigindo demais, é que achava que ele deveria beijar seus pés, e quanto mais ele te desprezou, mais você se convenceu que não era digna de ser tratada com humanidade por qualquer outro homem. Arriscou aceitar o primeiro que veio.

Todo mundo te avisava pra se atentar ao jeito dele, mas você minimizava:

” Quando casarmos Ele melhora; eu mudo Ele”

scan0001-e1422125330270

Até que a morte os separe, na alegria e na tristeza, na dor e no amor.

A morte já chegou, a alegria você já nem sabe ,e o amor…

Você diz que não ama, mas escolheu ficar “porque  filho precisa de um pai”

E quando ele chegava bêbado de madrugada, fazendo barulho sem se importar em acordar as crianças, os vizinhos reparavam a agressividade e aconselhavam você se separar dele, você justificava que aquilo não era frequente, às vezes respondia até com hostilidade, mas lá no fundo você sabia que eles estavam certos.

Quando Ele reclamou que as crianças tiraram-lhe a privacidade, você as mandou morar com os avós, mesmo com os peitos pingando leite; mas ter se livrado dos filhos não impediu que ele te deixasse sozinha em casa na maioria das noites; e seu esforço não impediu que ele sentisse raiva de você mesmo assim, e nem que te agredisse sem motivo algum.

Quando tentaram te alertar sobre um relacionamento disfuncional, você se negou a acabar com tudo:

“Até que a morte nos separe, minha filha você não sabe o peso que tem uma frase dessas”.

E você nem é religiosa.

Quando as crianças voltaram a morar com vocês, você achou que ele teria mais motivos pra ficar em casa; e imaginou que ele pararia de beber e seria menos agressivo na presença dos filhos. Mal sabia você que agora seriam três pessoas infelizes e destruídas; mas se te perguntassem se está tudo bem, você diria que sim, porque jurou “até que a morte os separe”

Até as crianças já percebiam o que você insistia em esconder.relacionamento

E quando sua filha chorou te implorando pra separar, você disse a ela que ” não conseguiria bancar dois filhos sozinha”; mas quando você começou a ganhar mais e sustentar a casa e seus filhos, arranjou outro motivo e se negou a largar dele.

Quando ele chegou bêbado e quebrou a casa inteira, você ficou quieta. Falou mal pelas costas dele mas na semana seguinte, quando ele chegou bêbado de novo,  a casa  estava ainda mais limpa e os filhos ainda mais amedrontados e submissos “só pra não dar motivo”

Até cogitou ir embora, até cogitou deixar tudo pra trás, mas ai se lembrou:

“Até que a morte nos separe”. E tratou de ser “a esposa perfeita, que edifica o lar , educa os filhos e sustenta a casa sozinha mesmo sabendo que todo o alto salário que ele ganha, é gasto com amigos e bebida.

Sua mãe já mandou você largar dele; sua amiga mandou você largar dele; seu patrão diz que um dia ele ainda vai te matar; se não for de desgosto, será com as próprias mãos.Você se sentiu ofendida, e respondeu pra ele que casamento é “até que a morte os separe”.

Você arranja desculpas, dizendo que o destino os uniu pra que você o salve, mas mal sabe você que é você quem adoece pouco a pouco, quem precisa ser salva é você.

Você diz que sabe o quanto é linda, inteligente e batalhadora, você sabe que é você quem banca sua casa e seus filhos; você sabe que nunca foi feliz ao lado dele, mas é “até que a morte os separe”, você é uma mulher de sucesso, não quer correr o risco de ter que mostrar pros outros que fracassou, não quer mostrar pros outros que escolheu errado. Está disposta a conservar a escolha errada pro resto da vida.

Seus filhos choram, pedem pra ir embora, fogem do próprio pai, você as manda  pra casa dos avós de férias, e tenta melhorar as coisas com seu marido. A culpa é 50% para cada um, mas você assume 99% e o 1% ele não consegue assumir.

Assumir erros não faz parte do universo dele, até seus filhos percebem sua humilhação, até eles percebem você abrindo mão; até eles percebem você se violentando pouco a pouco, percebem o que você finge não ver.

Nenhuma inocência, olhos tristes, costas pesadas

Ele erra, quem pede desculpas é você.

 

Antes você não ia embora “porque tinha criança pequena e tinha medo de terminar o casamento e arranjar outro homem que pudesse abusar da sua menina”, hoje você não pode ir embora porque mesmo tendo bancado tudo a vida inteira ,”você precisa de uma segurança pra bancar a faculdade dos filhos”

Mal percebe você que sua menina e seu menino, estão marcados pelo abuso que sofreram a vida inteira, que valorizam muito mais um mês de sossego na simplicidade, do que o palácio que você tenta manter pra mostrar que vive em uma família feliz.

Ninguém acredita, mas você continua fingindo, continua mentindo:

” Até que a morte os separe”

Mas você tem razão em achar que as coisas podem piorar: Não existe motivo pra ser positiva, não existe limites pra maldade; e a prova disso é que ele continua fazendo as mesmas coisas, ano após ano.

Seus filhos estão formados, andando com as próprias pernas, você tem estabilidade financeira com as coisas que conquistou.

E ele? Continua chegando drogado, brigando por causa de um suposto arroz empapado e uma roupa dele fora do lugar.

Você não quer separar, batalhou a vida inteira, construiu sua casa às custas de seu suor e sangue, e não quer “comunhão de bens”, dividir metade com quem não fez nada?hqdefault

” Até que a morte nos separe, é melhor esperar”

Se ele é folgado assim na rua, uma hora leva um tiro na cara e te deixa livre pra ser feliz.

“Até que a morte os separe “mas você no fundo sabe que ele deixa de trazer dinheiro pra dentro de casa para pagar prostitutas e bebidas para todos no bar, e tira as fotos dos filhos do bolso, e se gaba por estarem formados e bem sucedidos sem nunca ter ajudado com um real.

O casamento é um tédio, a vida tá um tédio. Ele usa cocaína pra remediar. Lei Maria da Penha não existe pra ele, seu filho tem medo de sangue mas o desejou morto, socou a cara dele; sua filha não quer ver homem na frente, e você no “até que a morte os separe”

” Deus me livre perder metade do que eu tenho e me tornar uma fracassada só porque fui fraca de não aguentar”

Você nem percebe que é fraca por não dizer não.

Chegou em casa mais uma vez bêbado, jogou os pratos pro chão porque “estava enjoado de comer frango”, os filhos chamaram a polícia, Ele não foi preso porque você retirou a queixa; sem trauma ou arrependimento por parte dele. Você não pode disfarçar dessa vez.

Todo mundo ficou sabendo, te aconselharam a largar tudo:

“Ele vai matar você”

Você fez um charminho de alguns dias, falou pros filhos que ele ia pro Alcoólatras anônimos; ele ficou duas semanas sem beber, a filha avisando que ele faria tudo de novo.

download

Durou dois meses. Os filhos chorando, dizendo que não aguentavam mais, que não poderiam ir embora e deixar você pra trás, você diz que aguenta o tranco mas no fundo sabe que eles não têm coragem de partir.

Juntos, “até que a morte os separe”

E Ele? chegou fungando.

Dessa vez você estava sozinha em casa; achou que ele aproveitaria pra te dar algum sexo, mas não, te bateu, e como ninguém mais viu, você foi dormir de alma ferida e corpo cheio de hematomas.

Melhor não comentar da vergonha com ninguém.

Todo mundo diz que Ele faz tudo sempre igual porque você também não mudou.

Todo mundo diz que Ele faz tudo sempre igual porque não precisa se esforçar.

Todo mundo diz que Ele faz tudo sempre igual porque a fraca é você.

” Se Deus quiser ele vai mudar”

Ele vai matar você

Quando o vê  bebendo, lá no fundo espera que ele morra rápido, que cada gole seja um passo até a morte dele. Que a vida trate de afastá-lo de você.Já que você não tem coragem, que seja até que a morte os separe.

Ele percebeu que você não vai embora e zoa com os amigos dizendo que “tem casa comida ,roupa lavada e compra feita, só pra ter que te comer uma vez por semana”

Se olharem pra vocês, é nítido que o prazer é todo dele.

“Vou acabar sozinha”

…Como se já não estivesse

Você tem medo. Você tem medo.

Não de morrer, mas de viver, sozinha, sem ele, sem homem. Então você aguenta. Às vezes até reclama, mas seu silêncio não dura uma semana, a comida continua na mesa, as contas continuam sendo pagas , mesmo quando ele gastou o dinheiro dele com drogas ou prazeres que não te incluem.

” Mas tem vezes que ele chega louco, diz que me ama, e é até carinhoso”

Fora essas palavras vazias, nenhuma outra demonstração de afeto;

Você aí confundindo sexo com amor, achando que quando ele se droga, ele mostra o que tem guardado; que ele te maltrata mas te ama porque ele chega e te come, mas não;

A cocaína não deixa ele dormir, um orgasmo mais pra deixa-lo cansado:ele chega do puteiro com o pau ainda melado… e enfia em você, cheirosinha, gostosinha

Pra ele ver a esposa nota dez que tem:

“Um dia ele valoriza”

Você trabalhou o dia inteiro, exausta, sem vontade, o cheiro dele te enojando, mas você abre as pernas e deixa ele te violar, sem camisinha(se sugerir ele te bate te acusando de ter outro) , se você aparecer com DST ele te põe pra fora da sua própria casa, mas não sem antes socar a sua cara pra reafirmar sempre quem é que manda em quem;

Trinta anos não foram suficientes pra te valorizar.

Se tiver câncer no útero pela HPV que Ele te causou, te larga,  porque não quer responsabilidades.

…E você aí no “até que a morte nos separe”images

Já diziam que nossa casa é nosso caixão; A gente compra pra morrer dentro dela.

Sua casa foi construída com suor, sangue, lágrimas e você não quer abrir mão dela.

Sua casa é um sacrifício que você não quer dividir na comunhão de bens;

Sua casa é um cemitério, com moradores , gente que já não vive, não dorme, não tem fé, nem esperança…Olhos apáticos, perdidos, o medo…

A melancolia de quem deseja a morte há muito tempo, sem segredo. A Dele, não as próprias mortes.

E já nem percebem que não vivem.

Porque você escolheu ficar. Você escolheu o “até que a morte nos separe”

Você sabe que você é muito pra ele, mas recebeu tão pouco a vida inteira, que acha que só merece isso.

” Até que a morte os separe”

E você ai esperando em silêncio até que ele morra, quando ele está te matando pouco a pouco, te envenenando, sem te dar tempo pra perceber que quem morre um pouco são seus filhos, é você.

Ele te traiu de novo.

“Ah, tudo bem, eu não amo ele mesmo! Quem sabe ele encontra uma mulher, se apaixona e vai embora, sem eu ter que pedir?”

Mas ele não vai, ele não muda, ele não precisa.

Só você não percebeu que pra qualquer mulher , mesmo a que não tem nada, ficar com ele é  prejuízo. Todo dinheiro do mundo não paga.

Puta transa com ele lamentando, porque ele não gosta de mulher, de nenhuma, nem de você., nem da mãe. Ele bebe pra lembrar, não pra esquecer; pra te infernizar, te fazer desejar a morte dele, sem que você perceba que é você quem está morrendo, pouco a pouco.

Sem nenhuma doença física, nenhuma bala de trinta e oito, nenhum facão entranhado nas vísceras…

Até que a morte os separe.

“Até que a morte nos separe”

Como um fantasma olhando o próprio corpo pútrido, evitando tirar a faca que o matou, com medo da dor, sem perceber  já estar morto faz tempo.

“Até que a morte nos separe”

O medo de ficar sozinha, de ficar desamparada sem nunca ter sido amparada…

O medo de sentir medo e de sentir dor, provocando dor e mais medo.

Você já nem sente mais.

Um zumbi repetindo ” Até que a morte nos separe”

“ Deus nos uniu por algum propósito”

Mas Deus não tem nada a ver com isso; e se tivesse,  deveria te pedir desculpas.

Anúncios

2 comentários em ““Até que a morte os separe” (Tragédia anunciada)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s