Permissão.

Você… Você não é tão bonito pra mim, quanto eu sou pra você.

Mas deixa…

Deixa porque você já me escolheu, e eu dou graças a Deus porque não imaginaria que seria escolhida por alguém.

Deixa…

Deixa?

Deixa eu esconder minhas curvas, e disfarçar meu riso, porque agora que sou sua, não preciso mais mostrar;

Deixa eu justificar que seus fetiches doentes são desejos inconscientes de um controlador, mas vale a pena ignorar.

Deixa eu ignorar meu diploma, ignorar a fama que eu conquistei depois de muito trabalho, só pra não te ofuscar;

Deixa eu fingir inocente com olhar de criança, me tornar pequena com meus sonhos de infância, de brincar de boneca e fazer comidinha…

Pequena, diminuta, pra caber na sua caixinha

Deixa…

Deixa eu mostrar que eu cozinho, que seria boa com filhos só pra te encorajar…

Vou me distanciar das amigas, plantar uma briga só pra mostrar que não sou igual

Um dia eu fui idealista, gritei que era feminista…Fazia parte do pacote comportamental.

Agora que você me escolheu, que eu sou sua e você é meu…

Deixa pra lá…

Deixa eu pagar de santa, valorizar minha virgindade, só pra poder casar;

Deixa eu mostrar que eu sou linda, cuidar do meu corpo e me depilar

…Enquanto você está relaxado, se sentindo valorizado, ficando gordo e sem se preocupar

Deixa eu apagar meu brilho, me colocar “nos trilhos” só pra você elogiar.

Venha roubar minha segurança, me fazer sentir boba, me aprisionar

Valorize a minha pureza, peça na gentileza pra eu me controlar

Depois deixe claro o quanto sou sem graça, que ninguém mais me desejaria,

mas que você bondoso, não vai me deixar…

Mas deixa eu esquecer quem eu sou, dizer que é por amor e começar a surtar.

Cada vez e cada amiga que tinha o sorriso , boa de briga e cheia de brilho assim como eu…

Deixa eu difamar…

A todos dizer que elas não prestam, menosprezar suas causas, só pra você não olhar…

Vou rir das suas piadas sem graça, dar uma de sonsa  burrinha ” porque o homem tem que chamar atenção e a mulher tem que se ocultar”

Mas no dia que tiver festa, serei a mais bonita , recatada, sua menininha ,só para que você possa se gabar.

Esqueço as coisas que eu defendia,minhas ideologias,  mudo até de religião para te impressionar.

Deixa eu ficar em silêncio, como boneca de porcelana, disfarçar minha inteligência pra não te assustar…

foto-2

Diminuo meu tom de voz, aumento o tamanho da minha roupa, só pra você não brigar.

Deixa eu que fui tão grande, me tornar pequena só pra você se crescer

Chamo minhas amigas de “galinhas”, me podo, corto minhas asas só pra me encaixar…

Perco minha exuberância, fico opaca, me calor, não danço, enquanto você olha para as outras e eu digo que isso é natural.

E quando eu ficar do jeito que você quis, você perde o interesse  e me diz

“porque o desafio acabou”.

E eu que sempre te pedi permissão, fui submissa, te dei meu coração, parece que não te segurei…

Abri mão de mim mesma, imploro ” não me deixa”, peço por favor, “deixa disso”

Mas você não deixa.

Deixa.

Deixa?

E me deixa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s