Ex Amor que voltou:

Se você tivesse me pedido , implorado e eu tivesse te dado, talvez você teria valorizado.

Se eu não tivesse te oferecido meu bem querer tão gratuitamente, talvez você teria cogitado; mas como foi gratuito…

Quando era um jogo de sedução, melhor do que sua vidinha de solidão e eu te apresentava um desafio…

Você teria continuado por quantos meses doentios de relacionamentos vazios houvesse precisado, Ex Amor.

Inseguro…Cruel…Doentio

Quando minha paixão era desenfreada que você não bastava, não importava o que você fizesse, eu sentia sua falta mesmo na sua presença porque eu sabia que você não estaria ali, Ex amor…

Quando a paixão exalava, escorria pelos poros, transbordava e era tanta, que não bastava dar, tinha que distribuir…

E todos queriam um pouco, todos se sentiriam sortudos se tivessem tanto, menos você…

Ex Amor:

O único capaz de matar minha fome, minha sede, ou fazer sossegar minha paixão, acalentar minha mente …

Mas não fez, simplesmente porque não quis, simplesmente porque tava fácil demais, à disposição demais, e você poderia escolher mais…

Ex Amor:

Abstinência pela droga de dose única,  que me negava por  vaidade sádica;

Seu sub- consciente te dizendo que eu era mais que suficiente, mas você não valorizou porque nunca requereu meu amor. Te foi gratuito, genuíno, não conquistado.

” Vai passar”, e passou. Eu te disse, você não acreditou

Disfarçando soberba em falsa modéstia, me negou “pra me ajudar a te esquecer”, pra não alimentar o amor, a saudade que chegava a doer…fisicamente

Quem me via magra assim, “exuberante”, poderosa, não sabia como eu estava doente.

Passou, já era, acabou!

A intensidade que te assustou, na mesma medida em que te fez ficar lisonjeado,não te fez dar um passo atrás, ponderar não me usar pra não me machucar mais

O amor que você não mereceu nem requereu, porque era só meu, pra que eu desse a quem quisesse, e eu tinha escolhido você. QUE DESPERDÍCIO!

Eu disse que ia passar, você não acreditou, era nítido que se tratava de um vício, e como todo vício:

Noites de travesseiro molhado, de desespero escancarado, que parecia que não veriam o dia, mas viram

Quando te ver ou não ditava a importância que teria meu dia;

Quando minha vida sem você parecia vazia, sendo que eu nunca te tive…

Ex Amor

A paixão deixou de turvar minha mente e eu pude ver claramente, que não havia muita coisa em você pra se admirar;

Quando eu menti pros outros, falando dos seus predicados supostos , pra esconder a vergonha por ter errado, por ter me apaixonado, por te amar…

Como eu pude me desperdiçar tanto, por tão pouco?

Passou!

Como sonhei naquelas noites acordadas, estou alienada demais pra ficar feliz , pra me lembrar:

Passou!

Ex amor… Que voltou. Eu sabia.

Pode pedir pra eu te ligar, mas te aconselho a ter paciência pra esperar

Porque o dia seguinte chegou, a sanidade voltou, meu padrão subiu e você não passa mais no meu crivo.

Veja só que desperdício… PRA VOCÊ!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s