Assim como planta nascendo na rachadura do asfalto

Você parece triste, mesmo quando sorri;

Mesmo quando todo mundo parece feliz, e talvez por isso me fascina tanto, nossos lados sombrios parecem iguais…

Quando nos encontramos nos mesmos lugares, perdidos, proporcionando o prazer da companhia a quem não consegue nos presentear com nada, nem com o prazer da companhia, nem com o prazer do corpo, nem com o prazer…Instantâneo.

Parece triste, não?

Tempo perdido

Seria legal se você cogitasse olhar pra mim, e percebesse que assim, por mera coincidência gostamos das mesmas coisas, e poderíamos até mesmo gostar um do outro, ou você gostar de mim, porque eu já gosto de você assim…

Tão humano.

Engolindo a plastificação de tudo, forjando superficialidade só pra se encaixar, e seu olhar denunciando que no fundo , você é triste mesmo quando sorri. Eis a beleza nisso tudo…

Humano…

Como planta brotando numa rachadura do asfalto, aí está você…

Humano!

Mergulhando em um mar de plastico, repelindo minha loucura só porque identificou minha solidão e percebeu que é tão louco  e sozinho quanto eu.

Se renega, me nega e se nega.

Que pena.

Tão humano, que belo!

PARE!

Deixe de se debater internamente, buscando gente normal pra tentar parecer normal. Seu olhar denuncia seu tédio;

Assim como o meu denuncia também, mas eu só espero um sinal.

Cada sorriso  escancara o quanto é diferente, cada comportamento de normalidade forjada, mostrará pra quem conhece o mínimo , que você nunca, nunca será igual a eles, e eis a beleza disso tudo:

Como planta brotando numa rachadura do asfalto, ai está você…Humano!

Nos cruzamos em todos os lugares;

Discretos em nossas solidões, mas tão inadequados a esse mundo que nosso silêncio grita pra que todos perto possam ouvir o quanto somos desajustados e somos iguais:

Humanos

E se buscarmos normalidade,  o tédio nos matará, e temos que resistir, como planta nascendo na rachadura do asfalto.

Eis a beleza de tudo.

Olha pra mim! Nossos lados sombrios se parecem, e eu gosto tanto de você.

Se você gostasse de mim, aí seríamos ainda mais iguais: um tanto diferentes, um tanto resistentes, assim como planta nascendo na rachadura do asfalto:

Tão belo!

Anúncios

4 comentários

    • rsrs meus amores nunca são leves. Lembra o que te falei que por mais diferentes que as pessoas sejam, você sempre busca nela algo que você possua ou deseje possuir? Então…
      Eu sempre me apaixono pelos “dark sides” alheios, porque os lados “iluminados” das pessoas são óbvios e visíveis demais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s