Carta para meu amor sem dono

Sinto muito, ela não mora mais aqui. Se perdeu na viagem que fez tentando se encontrar. É provável que nunca mais volte, talvez tenha até morrido.

tumblr_m358fqQGZE1qcxukbo1_500 (1)

E eu? Eu estou bem, voltei com um rombo gigantesco no peito, um vazio que não se preenche , e até estou conformada, disseram que é crônico.

Me desculpe! por tanto tempo eu fiquei obsessiva, te responsabilizando pelo trabalho de tapar esse buraco, mas agora, um pouco envergonhada admito que ele estará sempre aqui.

Não é problema seu, meu amor não é seu, minha paixão… Não era sobre você.

Você? Um mês desde a última vez que falamos.

Já não dói mais, eu te esqueci, mas penso em você todos os dias, nem que seja  apenas pra respirar aliviada e lembrar que não dói mais.

Eu sei que você não merece, mas me perdoe. Perdoe por ter colocado tantas expectativas em você, e por ter te visto sob uma ótica muito melhor do que a verdade;

Desculpe pelo bem querer que você não merece, e ter te sufocado com um amor que não te pertence, e com uma bondade inconveniente…

Desculpe me por, ao enxergar em você o melhor de tudo, ter descoberto o seu pior. Tava tão bem escondido, não é?

Aquele lado que quase ninguém conhece, porque só se revela para quem tem a inconveniência de te amar sem motivo algum.

Seu lado mais lindo e apaixonante, só existiu na minha mente.

Talvez você tenha gostado do meu gostar em algum momento, mas não se preocupe:

Ela não mora mais aqui; e eu só penso em você pra me lembrar que te esqueci.

Tolices.

Mas quem nunca foi ?

Dia desses um cara apareceu, me falando de virtudes que eu não tenho, me sufocando com um amor que não é meu.

Eu que não sentia nada , resolvi dar a ele a carta de alforria. Libertação , um ato de bondade.

Disse a ele que não o amava e ele parecia conformado, mas no dia seguinte lá estava de novo, enumerando virtudes que eu não tenho, e declarando um amor que não é meu. Motivos que só fazem sentido na cabeça dele:

Tolices.

Amores sem donos, não correspondidos…

Obsessão, dor

Mas quem nunca foi tolo? Quem nunca sentiu?

Talvez você, que não me deu a carta de alforria.

Anúncios

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s