Sobre Cavalheiros e Passarinheiros

Passei a vida inteira ouvindo falar sobre os homens cavalheiros, e durante um bom tempo, me pareceu até que a grande realização de uma mulher , o grande sucesso da vida dela, é justamente encontrar um homem assim e ser “boa o suficiente” pra que ele deseje se casar com ela. E foi num dia comum, assim meio que sem querer, que cruzei com um homem desses. Lembro que ele fazia questão de ressaltar o tempo todo que era um homem à moda antiga, dava uma atenção excessiva ao fato de eu saber lidar bem com os afazeres domésticos, e mesmo eu sendo uma mulher claramente forte, decidida, e tudo mais, eis que ele soltou a frase crucial:

download

“Eu vou cuidar de você”

Talvez não tenha sido a primeira vez que ouvi isso, mas fora a mais notável.

Lembro que naquele momento tudo ia bem, não haviam grandes problemas, e não havia inclusive, do que eu precisasse ser protegida. Mas eu que estava acostumada a tomar a frente de tudo, achei que seria bom ter alguém disposto a me proteger. Proteger no sentido de tomar as decisões e ter responsabilidades de arcar com as consequências, caso houvessem consequências. Pra mim seria tipo… Cômodo.

Mas o que parecia uma bela oferta, se transformou num verdadeiro mau negócio num espaço curto de tempo. Pude perceber que os cavalheiros tinham muito de passarinheiros,de fato não haviam coisas que eu reconhecesse como um perigo iminente à ponto de precisar de um salvador. Mas nem tudo estava a salvo… Definitivamente nem tudo estava bem.

Sabem, existe esse tipo de homem que olha pra uma mulher e a considera linda, e desse momento em diante, ele cisma que vai protegê-la, cisma que será o guardião dela , cisma que ela é uma criatura frágil precisando de um homem, e que ele será o homem que ela jamais teve, ele será o homem pra quem aquela mulher terá que dedicar o resto de sua vida!

…Mas não! Não existe nada de nobre nessa intenção. Isso porque ainda tem por ai muito homem achando que toda mulher tem que pertencer a alguém,tem que ter um dono pra norteá-la ;

Tem muito homem por ai achando que mulheres são burras, patéticas e que mulheres lindas e solteiras são como uma empresa com potencial sendo mal administrada, como se a única coisa importante sobre nós fosse a aparência e a “pureza” dela. Algo pouco tocado, pouco explorado.

Esses homens, quando encontram uma gata “à solta”,  tratam de se fazerem úteis de alguma forma e imediatamente, para tratar de tomar posse daquele achado e dar uma gaiola de ouro a uma bela ave “perdida”. Como se toda mulher solteira fosse absolutamente nada, simplesmente porque não tem um homem do lado.

Deixem me falar sobre esse tal homem cavalheiro:

Costuma ser extremamente tóxico, porque se a mulher não tem um problema, se a mulher não precisa ser protegida de algo, ele próprio será o perigo na vida dela, ele próprio será o problema a ser resolvido e a besta a ser combatida. Ele próprio vai veladamente diminuí-la,ele próprio vai cerceá-la, ele próprio vai tentar provar a todos os amigos e familiares dela que ela é uma fraude e não seria nada sem ele, ele próprio vai fazê-la acreditar que ela é um lixo, que está desprotegida, que é uma imbecil  que não sabe administrar a própria vida ,criando assim a necessidade de um ser protetor e um ambiente perfeito para um relacionamento doentio e simbiótico.

Aprisionada

Uma vez que a mulher estiver fragilizada, se torna cada vez mais difícil se livrar do tal cavalheiro, do tal relacionamento “essencial”, e é ai que o passarinheiro fez mais uma vítima.

E não pensem que o Passarinheiro desiste fácil. Depois de sorver nossas vidas, que não ousemos deixá-los, porque ai eles nos lembrarão de que somos e sempre seremos nada, ai eles farão de jogar na cara toda a “proteção” e ajuda que eles nos ofereceram assim tão de bom grado;

Ai eles vão fazer questão de alardear que somos ingratas por não nos humilharmos na divida de gratidão que eles tentaram a todo custo nos dar.

O passarinheiro geralmente leva aquela vidinha tediosamente medíocre, aquela vidinha tradicional, e tudo que ele quer é ser o cavalheiro que vai ” tratar a mulher como ela jamais foi tratada”, e é assim, se fazendo de afável, e até mexendo com a vaidade dela, fazendo-a acreditar que é foda, porque conseguiu um homem “foda”, que ele vai pouco a pouco vampirizando-a, sugando sua vivacidade, sua vida e sua liberdade, cortando suas asas, aprisionando -a em gaiolas de ouro.

O passarinheiro adora uma mulher selvagem, só pra domá-la, só pra ter o gosto de monopolizar seu canto, empalidecer sua linda plumagem,privá-la de sua autonomia e roubar toda a graciosidade que sempre se fez presente justamente por ela ser tão independente.

E é por isso e por experiência própria que eu já fico de cabelos arrepiados quando um cara diz que vai me proteger, quando ele vem com o papinho que é homem tradicional, que sabe cuidar de uma mulher, que não vai deixar homem nenhum me machucar. Primeiro porque eu não preciso de proteção de absolutamente nada nem ninguém, segundo porque eu sou crescidinha suficiente pra não deixar que homem nenhum me machuque. Sim eu sei que consigo me defender sozinha. Terceiro porque não, eu não sou um bibelô, eu não preciso de um dono para me “administrar”, eu sou senhora da minha vida e não preciso de nenhum psicótico apaixonado por minha aparência e ansioso pra me transformar no robozinho , na mulher que ele idealizou. Mal sabem as mulheres do perigo que correm com caras desse tipo. Sim, aqueles com comportamento quase paternal, sempre prontos a nos cercear, julgar e diminuir. Sempre prontos a nos configurar ao modo como eles acham que uma mulher tem que ser;

Sempre prontos a nos infantilizar como se fôssemos menininhas de dez anos com laços de fitas na cabeça e nada além de graciosidade pra oferecer;

O Passarinheiro não tem luz própria, mas está sempre pronto a dizer pros amigos mais próximos ” ela estava perdida, era um diamante a ser lapidado e eu o fiz”, sem mim ela é nada.

O que ninguém nos contou sobre cavalheiros e sobre Passarinheiros , é que quem não tem luz própria são eles, quem vive à sombra dos outros são eles, e muitas vezes, e só assim, subjulgando uma mulher, é que eles encontram em seus íntimos, um pouquinho só de auto- valorização.

E dai eu pergunto a você mulher:

VOCÊ PRECISA MESMO DE UM HOMEM ASSIM?

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s