Tem certeza que você não é a pior mentira que você já inventou?

images (5)

 

Todo mundo alardeia que odeia mentiras, mas a realidade é que a mentira é o pilar que mantem o mundo em equilíbrio. Sem ela, milhares de terceiras, quartas, quintas guerras mundiais, teriam se iniciado.Tudo isso porque as pessoas decidiram assim do nada, falar a verdade doa a quem doer.

Mentiras sinceras nos interessam, mas existe aquela mentira que todo mundo aceita, que se arrasta por ai, velada, discreta, mas que costuma ser a mais destruidora pra qualquer pessoa que seja.

Mentiras falam muito sobre o caráter de quem conta, aquelas cotidianas, sobre o sabor daquele experimento gastronômico, o caimento da roupa, a melhor amiga ter engordado ou não… Ah essas são até bondosas, evitam conflitos, mágoas e toda sorte de desentendimentos dispensáveis,  afinal, sinceridade não solicitada é quase maldade, mas eis que existe aquela mentira que contamos pra si mesmos, e falando assim, até parece um clichê, mas esse tipo de mentira sim, fala muito sobre nosso caráter, mais precisamente da ausência dele.images (7)

A realidade é que boa parte da mentira contada, tem como objetivo ou evitar conflito, ou evitar mágoas, ou evitar decepções. O último citado pode até parecer bem nobre, “Não querer decepcionar quem amamos”, mas na busca por sermos perfeitos para aqueles que gostamos, acabamos por cometer verdadeiras atrocidades:

O filho com medo da reprovação do pai, acaba se omitindo da culpa, levantando falso testemunho, prejudicando pessoas unicamente porque não teve a dignidade de assumir determinado erro. Os próprios pais sem perceberem, acabam incitando a mentira, pois exigem dos filhos um nível de perfeição irreal e impossível, então naquela ânsia de não decepcionar, o filho acaba por criar uma identidade falsa que muitas vezes é alimentada uma vida inteira.

O homem, na tentativa desesperada de ganhar aquela garota, acaba por criar um personagem, viver o personagem, acreditar nele tão piamente, que em determinado momento ele se transforma naquilo, desprezando tudo que ele é em essência, vivendo uma mentira pelo medo de impor a si mesmo pra aquela garota que ele gosta, e ser amado pelo que ele é verdadeiramente;

gente-falsa

Sem contar é claro, os egocêntricos, acima do bem e do mal, com todo o universo girando e conspirando ao favor deles. Sim, aqueles que só erraram quando acharam que erraram, que estão acostumados a bater no peito e enaltecer a própria perfeição com a mesma frequência em que acusam e prejudicam pessoas pelos erros que eles próprios cometeram.

Embora perfeição não exista, há quem acredite no impossível, e nessa busca por uma imagem intacta, escondem como podem, os erros que cometem.

Existe algo realmente muito nocivo nessa ânsia incessante pela perfeição, especialmente quando esse padrão inatingível é buscado de forma inconsequente, nem que para isso seja necessário levantar falso testemunho, atribuir culpas e erros a pessoas que simplesmente não têm nada a ver com a história. Existe um egocentrismo extremo, uma vaidade sádica naqueles que não conseguem admitir que erram, pois se acham tão perfeitos, tão acima do bem e do mal, que não   não se permitem impor a si mesmos diante dos outros, com todas as suas humanidades falhas e admitir simplesmente que dessa vez não aconteceu como deveria acontecer, que dessa vez não foi certo.

É comum do os pais exigiremSilverchair

que os filhos sejam seres humanos perfeitos,

mas também faz parte do conceito do crescimento pessoal e da maturidade de qualquer ser humano, entender suas próprias limitações e aprender a lidar bem com isso.

 

E bom, os vaidosos perfeitos são vítimas de si mesmos, se afogam no mar de mentiras que criaram, mas tão triste quanto isso, é ver que a verdade, o certo e errado estão à venda, e que muitas vezes, mesmo diante da possibilidade de atribuir o erro a  quem ele pertence, acabamos nos calando e nos submetendo ao “poder” daqueles que podem pagar pra ter inclusive o que não não deveria ser vendido jamais: A Verdade, a dignidade, a firmeza de caráter.

E é assim que o mundo vive insuflado de mentira, de enganos e auto enganos. Os egocêntricos têm comprado até mesmo a verdade, apenas pelo status de se manterem assim, invictos, perfeitos, cândidos, pelo menos na cabeça deles, porque evidentemente que o discurso não funciona pra ninguém que os observa de fora.

 

Aos “auto- mentirosos” resta um som que abafa  voz da consciência, um sono bem pesado e uma boa dose de alienação, pra que não haja tempo pra olhar pra si mesmos e ver o quão doentes são. Para que não haja nenhum instante um lapso de auto análise, e admitam pra si que são falsos, auto iludidos e fraudulentos.

Não por maldade, mas até por altruísmo, rezo para que os  que se auto intitulam seres perfeitos, tenham um insight,uma boa dose de verdade, nua e crua.

Rezo pra que se preocupem acima de tudo com a própria opinião, e que ainda que haja esforço pra parecerem perfeitos diante dos outros, olhem pra si mesmos e percebam que são verdadeiras fraudes, e que podem até mentir perante os outros, mas que uma vez se olhando no espelho, percebam o quão fracos e fakes são, e morram de vergonha de ser quem eles realmente são: UMA MENTIRA.

E você?

Você acredita nas coisas que você diz?

Quais são as desculpas que você inventa diante das coisas da vida? São de fato convincentes e coerentes?

Você tem orgulho de ser quem você é quando ninguém está te olhando?

Tem orgulho daquilo que você sente?

Das vozes sinceras que surgem do fundo da sua essência?Elas não te perturbam? Não? Nunca? Certeza?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s