Alter Ego.

 

 

Eu espero por esses dias cinzas
Quando você volta pra mim, aproveitando  a chuva pra esconder a humanidade  que você acha que eu desconheço.
Consegue sentir quando eu te chamo em pensamento ou seus retornos são meras coincidências , me iludindo ao crer que estamos em completa sintonia?

Mais uma vez eu vou matar sua fome,
Vou deixar você roubar tudo de mim
Vou deixar você me invadir com a dor que faz eu me sentir tão viva.
Vou sangrar pra você se deleitar
E quando você recobrar as forças e partir, vou ver meu dia colorido se converter em cinza, me deixando totalmente no escuro
Te chamando na multidão.
Porque eu sei que você sempre vem em dias de chuva.
E eu sangro pra você se alimentar
Eu deixo você me invadir com a dor
Por que isso me faz sentir  viva,
Eu bebo do seu veneno mas não morro,
(Que pena)

E eu provo o sol só por hoje, mesmo sabendo que os dias serão cinzentos logo em breve,  e que a minha solidão parecerá uma eternidade
Até você voltar pra se alimentar de mim mais uma vez.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s