Todos são anti PT, mas alguns são mais anti PT que os outros…

Um dia ouvi em algum lugar que todos os seres vivos são iguais perante um Deus. Achei aquilo bonito, mas aí pensei sobre a dinâmica das coisas, a cadeia alimentar onde sobrevive o mais forte, e as coisas não pareceram fazer muito sentido.

Mesmo que humanos apesar de negros, brancos, vermelhos e amarelos, sejam todos iguais, noto que nas sociedades humanas existe uma cadeia alimentar, onde aqueles que foram agraciados pela sorte do destino, chegam mais rápido e melhor. Se a natureza tem sua seleção natural, a humanidade também tem, e esta se faz através do dinheiro, do sobrenome e do poder que há por trás dele.

E então de fato os seres humanos são iguais em instintos,pois têm a mesma sede de superioridade, de se destacar perante os demais, a mesma necessidade de chegar no topo, isso é da nossa essência, isso é o que faz parte de nós.  Mas por algum motivo, através dos séculos, alguém disse que o correto seria se fôssemos todos iguais, que lutar por essa igualdade é bom e bonito, e é assim que é, alguns de fato seguem isso, outros usam esse discurso como status, porque sei lá, é bom ser bom, é bonito ser bom, um ser humano bom teoricamente é mais evoluído espiritualmente.

E somos todos iguais, pois mesmo tendo a consciência de sermos plenamente diferentes, ainda assim buscamos um comportamento de rebanho que faz com que nos identifiquemos, ainda que superficialmente, com os demais.

 

Daí inventaram essa tal de política, há tanto tempo atrás que nem arrisco dizer quando foi, e inventaram cores, ícones e propostas que teoricamente beneficiam a pessoas de ideais antagônicos, e então pouco importa se de fato o azul ou vermelho fazem algo por aqueles que por eles lutam e neles acreditam, o que importa é que o azul e o vermelho são rivais, têm significados diferentes, pouca ação, mas têm significados diferentes e assim a guerra tá armada.

Em tempos de política, o que me faz votar num determinado partido é mais simpatia pelo discurso dele do que fé no que ele fará por mim, e eu diria que boa parte das pessoas são assim, e tem aquelas, que mesmo tendo sido alienadas políticas a vida toda, adquirem uma paixão de torcedor de futebol, e de repente tornam-se vermelhas ou tucanas desde criancinha. Esse romantismo repentino é bonito, é até saudável, no Brasil essa passionalidade costuma estar restrita ao futebol, quando isso parte pra política as coisas ganham uma cara irônica, irônica porque mesmo votando em partido A ou B, estamos todos na merda.

…Afinal, somos todos iguais.

Não sou Petista, é possível que não seja nem esquerdista ,no entanto  me assusta e me incomoda o discurso que muitas pessoas utilizam pra não votar no PT, o problema não é nem o PT, é dizer que o PT se elege porque distribui bolsas assistenciais para POBRES VAGABUNDOS, BOLSAS ASSISTENCIAIS PAGAS COM O DINHEIRO DA CLASSE MÉDIA,  sim a classe trabalhadora que faz a economia deste país girar.

Afinal, somos todos iguais, mas nem tão iguais assim, existe a classe trabalhadora, e a classe média que é quem faz essa porra toda funcionar!

Aos desavisados é bom esclarecer que embora esta não seja a realidade deles, e embora eles nunca tenham visto, existe sim pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza, que não tem nem pão, nem água, nem saúde nem dignidade. E sinto-lhes surpreender ao dizer que pra quem não tem nada, qualquer esmola é vantagem, e que as tais bolsas assistenciais distribuídas por políticos com o intuito de angariar votos, realmente faz sim com que estes safados sejam eleitos, mas muitas vezes traz um prato de comida pras pessoas que não tinham nem isso, e embora não solucione o problema de miséria e desigualdade social no Brasil, é uma tentativa de nivelar a coisa toda por baixo.

Somos todos iguais, mas precisamos nivelar as coisas, deixar tudo mais homogêneo.

E sinto decepcioná-los mas existem dados que comprovam que os tais vagabundos “PTistas” beneficiados por este tipo de assistência, apesar delas, continuam procurando empregos, e existem históricos aos montes de pessoas que passavam fome e agora ao menos têm uma existência pobre, mas com o mínimo de dignidade pra se viver.

Também arrisco dizer que os mesmos favelados vagabundos que recebem esse tipo de assistência, não fazem filhos pra receber mais esmolas, porque realmente somos todos iguais, e assim como a Classe média não limpa sequer a bunda com um salário mínimo , ou sequer pagam as parcelas de seus Iphones e viagens pra Europa, os beneficiados do bolsa família também não conseguem matar a fome de uma criança, quem dirá de seis.( O problema de natalidade é um problema de saúde pública, de educação, porque meus queridos, se uma pessoa não tem nem comida em casa, quem dirá tem  consciência de que deve evitar filhos pra que a situação não piore).

Daí tem aqueles que dizem também que tem gente que usa os Bolsas Famílias da vida pra outro fim que não comer e beber, daí eu me pergunto se só os coitados da classe média que “carregam esse país nas costas”, têm o direito ao lazer e ao prazer de comprar uma roupa, ou satisfazerem  um gosto… Me questiono sempre se pobre não tem direito a conforto, se isso está restrito somente aos ricos.

Num país em que cultura é artigo de luxo e status,  pois está restrita àqueles que podem investir uma pequena fortuna para consumi-la, pobre não tem vez.

Dai dizem que é pobre quem quer, pois todos somos iguais, todos têm as mesmas oportunidades…

Sim, somos todos iguais, enquanto a classe média estuda em escolas particulares, passa as férias na Disney e faz intercâmbio no exterior pra falar inglês fluente antes dos dezoito, tem muito pobre trabalhando aos dezesseis, estudando à noite pra tentar ter um futuro menos aterrorizante, e que aos vinte anos, enquanto um estiver quase se formando numa USP da vida, pois teve todo tempo e subsídios pra uma aprendizagem tranquila, o outro continuará tentando tirar o atraso da educação pública deficiente que recebeu , ingressando em qualquer faculdade paga(pois não conseguiu a pública), ao menos que ele tenha a sorte de conseguir alguma bolsa de estudos.

Como somos todos iguais, pode ser que aos vinte e seis anos, os dois sujeitos se encontrem em alguma entrevista de emprego, e em tempos de competitividade profissional, a empresa será justa, escolherá o mais preparado (aquele que tem mais desenvoltura e mente aberta a novas culturas, afinal ele viajou pra Europa várias vezes), aquele que fala inglês com mais fluência,(afinal ir à Disney deixou de ser um sonho ainda na infância), é aquele com melhor aparência(Terno mais caro, de estilistas famosos), é aquele com apresentação pessoal melhor,(tem a cara do sucesso, caucasiano, pele bem tratada pelos cremes caríssimos utilizados desde a mais tenra idade), e quando o pobre que alguns alegam ter as mesmas oportunidades do rico chegar lá, será muito tarde, porque creia amigo, o mercado de trabalho é implacável, ele não aceita pessoas velhas, e velhice é um conceito muito diferente pra eles, chega muito mais cedo.

E somos todos iguais…

Alheios à torcida contra da Classe média, alguns pobres chegam lá, e invadem o espaço de gente diferenciada, e aí a briga está armada, porque a classe média é altruísta, claro que é, a classe média doa dinheiro pra instituições de caridade pra abater do imposto de renda, os ricos tiram suas jóias do cofre e vestidos de gala pra promoverem grandes leilões beneficentes , alguns são mais discretos, apenas depositam determinado valor  na conta de algumas instituições de caridade, afinal, se você pode fazer sua doação e limpar sua consciência por estar fazendo a bondade imposta pelo senso comum, pra quê vai se expor? Pra quê vai estragar seu dia vendo a miséria, que é bem mais aterrorizante do que a exposta nas novelas da Globo? Pra que vai se sujar abraçando um negrinho órfão? Me diz pra quê?

E aquele discurso de que somos todos iguais ?Pra onde foi?

Se falam por ai que muitas pessoas saíram da linha abaixo da miséria porque foram beneficiadas por bolsas famílias, cotas pra negros nas universidades, dentre tantas outras esmolas, dizem que o mundo não é justo, que os filhos deles estudaram a vida inteira e tiraram uma nota de corte maior, mas não farão medicina desta vez porque algum beneficiário do PROUNI passou na frente…

E há quem diga que cotas denotam preconceito,afinal somos todos iguais, com as mesmas oportunidades, valores e história…

Mas eu me atrevo a expor minha opinião e digo que alienado mesmo é aquele que  ignora toda uma história de abismo social e se recusa a fazer alguma coisa pra de fato tornar as pessoas menos diferentes, nem que seja nivelar por baixo, independente de quem seja você. Independente de você ser pobre rico ou classe média.

Daí você diz que não tem nada contra pobres, até chora de emoção quando descobre que a Angelia Jolie adotou mais uma criança africana, mas fica revoltado se vai no Outback e vê uma rodinha cheia de faveladinhos, se percebe que tem mano da favela andando de carro caro e usando marcas que antes pertencia à classe burguesa, porque pra você pobre é bom, mas somente quando ele tá limpando sua privada, servindo sua comida e levando seu cachorro pra passear (sim, aquele com quem você gasta um dinheiro maior do que o salário que você paga pra sua empregada).

Você quer que o mundo seja igual, você acha isso bonito, alguém te disse que o altruísmo é o caminho pro Status social, e você até faz coro disso, mas no seu íntimo você se questiona sobre  nada ter sido feito durante séculos e pragueja ao descobrir que pode ser você, que é sua vez, Cidadão de bem extorquido pelo governo .
Por que justo você tem que pagar a conta?Por que tem que ser feito hoje ? Justo na sua vez? Não é mais fácil continuar ignorando tudo?Fazendo piadinhas preconceituosas, que você diz que são apenas politicamente incorretas? Não é mais fácil você embasar o argumento em dizer que não vota no PT no fato de você, pobre menino rico não querer sustentar vagabundo favelado? Não é mais fácil você continuar seu separatismo e segregar aquele que não se veste como você, não come como você, não viaja como você? Não fez a mesma boa faculdade tradicional que você?

Você diz que na época da ditadura é que as coisas funcionavam, a polícia era respeitada, você é a favor da pena de morte  (porque quem sabe rola uma higiene social por aqui também?), você engrossa discurso político falido, você faz vista grossa pra gente corrupta e  separatista, você ignora o fato de que o salário de um político equivale a dezenas de bolsas pra diversas famílias, mas o político é trabalhador, honesto e representante da classe média, ele é digno do seu voto e da sua vista grossa, mas qualquer pobre que tenha a mínima pretensão de sair da merda de onde ele nasceu, será execrado por você tão logo você tenha oportunidade de fazê-lo.

E somos todos iguais, eu que também não sou PTista nem esquerdista e você reacionário revoltado,  com sua megalomania e piadinhas que não são preconceituosas,só não são politicamente corretas.

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s